saúde e qualidade de vida saúde e qualidade de vida

Saúde e qualidade de vida: por que uma vida saudável influencia no bem-estar?

17 minutos para ler

Em tempos tão estressantes e corridos como os atuais, investir em saúde e qualidade de vida não é mais uma opção e passou a ser uma necessidade para a grande maioria das pessoas, especialmente quando vivem em grandes centros urbanos. Pensando nisso, preparamos este conteúdo mostrando por que uma vida saudável influencia no bem-estar.

Esses conceitos se relacionam e têm o mesmo propósito, buscando não apenas a ausência de doença, mas também o melhor resultado em termos de desempenho, felicidade, disposição, energia, relacionamentos, carreira e muito mais. Continue lendo e aprenda mais sobre o assunto!

Quais são os conceitos de saúde e qualidade e vida?

Para começar o conteúdo, vamos explicar melhor os conceitos de saúde e qualidade de vida. São termos bastante corriqueiros para boa parte das pessoas, mas o fato é que os significados podem ser um pouco diferentes daqueles que aprendemos na rotina. Confira abaixo qual a real definição de cada um.

Conceito de saúde

Muitas pessoas consideram saúde como a ausência de doença, porém, embora essa possa parecer uma óbvia definição, o seu conceito é muito mais amplo. Isso fica ainda mais perceptível se considerarmos que, atualmente, já é bem estabelecido que são muitos os fatores que influenciam o sistema imune e podem favorecer quadros patológicos.

A própria OMS (Organização Mundial da Saúde) traz um significado mais abrangente para o termo, definindo saúde como um estado de completo bem-estar físico, mental e social. São muitos os fatores que podem colocar esses itens em risco, como trabalhos estressantes, falta de nutrientes, violência, ansiedade e muito mais.

Portanto, não ter uma enfermidade aparente não significa ter saúde. É preciso considerar as dimensões emocionais, mentais, físicas, sociais e até mesmo espirituais do ser humano, de acordo com seu meio, suas crenças, sua cultura e seus propósitos, atendendo aos anseios, demandas, expectativas e necessidades do corpo e da mente.

Conceito de qualidade de vida

A definição de qualidade de vida, sobretudo nos últimos anos, também acaba tendo inúmeros pontos em comum com o significado de saúde. São conceitos bastante similares e até mesmo complementares, visto que demandam equilíbrio entre várias dimensões do indivíduo, para que ele possa exercer a sua existência e as suas relações com total plenitude.

Existe até uma métrica utilizada para analisar e comparar a qualidade de vida entre países ou regiões, que é o chamado IDH, sigla para Índice de Desenvolvimento Humano. Para chegar ao seu valor, são analisados parâmetros como escolaridade, nível de segurança, expectativa média de vida, os índices de natalidade e mortalidade, além de outros fatores.

No entanto, mais uma vez, a Organização Mundial da Saúde buscou um sentido mais abrangente, definindo qualidade de vida como “a percepção que o indivíduo tem sobre a sua posição, dentro do contexto dos sistemas de cultura e valores nos quais está inserido”. Ou seja, mais uma vez, devem ser considerados diversos preceitos e critérios.

Como a saúde e a qualidade de vida influenciam no bem-estar?

Agora que você já está mais familiarizado com os conceitos de saúde e qualidade de vida, chegou a hora de compreender como ambos podem influenciar no bem-estar do ser humano. Por mais óbvio que isso possa parecer em um primeiro momento, o fato é que os seus impactos podem ser sentidos nos mais variados aspectos do indivíduo.

Na natureza, toda ação gera uma reação, o que torna fácil entender que sensações de prazer e felicidade podem afetar o corpo físico e até fortalecer o sistema imunológico, enquanto estresse, ansiedade e tristeza, por outro lado, podem comprometer o funcionamento do organismo, gerando problemas como a hipertensão.

As emoções e a forma pela qual nós nos percebemos em relação ao mundo parecem ter uma grande capacidade de interferir não apenas psicologicamente, mas também fisicamente. Diversas reações fisiológicas, como tremor, sudorese, falta de ar, dor no peito, boca seca, diarreia, tensões musculares e muitas outras podem estar relacionadas com o que sentimos.

Da mesma forma, doenças podem colocar um ser humano em uma situação difícil do ponto de vista psíquico e uma imensa gama de respostas emocionais pode surgir como resultado de sintomas, diagnósticos e tratamentos. Médicos e outros profissionais do ramo, portanto, já são uníssonos em afirmar que cuidados de corpo e mente devem ser simultâneos.

Em uma época que o estresse se faz presente no dia a dia da maioria dos habitantes do planeta, vale lembrar que existe um hormônio ligado e amplamente secretado nesse tipo de situação: o cortisol. Trata-se de um corticosteroide produzido pelas glândulas suprarrenais, capaz de elevar a pressão arterial e alterar o metabolismo do açúcar, predispondo ao diabetes.

Quais práticas podem cuidar do corpo e da mente ao mesmo tempo?

Você já conheceu quais são os conceitos de saúde e qualidade e vida e descobriu de que maneira eles influenciam no seu bem-estar. Sendo assim, é bem provável que esteja querendo adotar estratégias para cuidar do corpo e mente ao mesmo tempo. Separamos algumas delas, a seguir.

Não abra mão de dormir bem

Uma das melhores práticas que podem cuidar do corpo e mente ao mesmo tempo é ter uma boa noite de sono. Por mais que isso, teoricamente, seja algo natural e corriqueiro para qualquer ser humano, o fato é que a rotina estressante faz com que nosso sono não seja totalmente aproveitado.

É essencial dormir, pelo menos, entre 7 e 8 horas diariamente, pois períodos menores que esses podem impactar a saúde mental e física. Além disso, é muito importante respeitar o chamado ciclo circadiano, que é o relógio biológico do nosso organismo, mantendo horários similares para acordar e ir para a cama.

Faça coisas prazerosas sempre que der

Outra das práticas que podem cuidar do corpo e mente ao mesmo tempo consiste na realização de coisas prazerosas, sempre que possível. Obviamente, isso é algo pessoal, e o que traz prazer para uma pessoa não precisa, necessariamente, ter o mesmo efeito em outra. Sendo assim, você deve analisar o seu perfil.

Entre as opções mais comuns, podemos ressaltar um bom fim de semana com a família ou assistir aquela série que você adora. Para os mais estudiosos, um bom livro pode ser uma ótima pedida. Foque em atitudes que ocupem e relaxem, trazendo uma sensação de produtividade ou bem-estar.

Coloque tudo na perspectiva certa

É muito comum que, com o passar dos anos e o acúmulo de problemas na nossa vida particular ou mesmo no âmbito profissional, a gente acabe perdendo a capacidade de analisar as coisas sobre a perspectiva certa. Isso pode ser a causa de muitos dos problemas, além de um fator motivante para o estresse.

É comum, por exemplo, que pessoas que conquistaram muito sucesso e angariaram bons recursos financeiros sequer percebam que estão em um patamar que muita gente gostaria de estar. Pare um pouco e reflita sobre suas conquistas, suas vitórias e seus êxitos. É uma forma de se manter otimista e ainda mais conectado com as pessoas que ama.

Tenha uma rotina de autocuidado

Não dá para ter uma vida saudável e uma boa influência no próprio bem-estar sem ter uma boa rotina de autocuidado. Por mais que você não seja uma pessoa muito vaidosa ou não se importante tanto com a sua imagem, a adoção de pequenas ações e hábitos positivos é algo que pode fazer uma grande diferença.

Dedique alguns minutos, sempre que possível, para dar uma hidratada na pele, condicionar os cabelos ou fazer uma visita ao podólogo. São atitudes simples e pouco dispendiosas, mas que vão gerar uma sensação de prazer, relaxamento e, com o passar do tempo, melhorar a autoestima e proporcionar uma maior autoconfiança.

Conquiste uma alimentação saudável

Mais do que um hábito, para muitas pessoas a alimentação saudável pode ser uma grande conquista. Isso é algo que impacta nosso corpo, mente e nossa própria existência, e não é à toa que muitos especialistas afirmam que nós somos o reflexo do que comemos. Sendo assim, se você ainda não investiu nesse quesito, chegou a hora de começar.

Com a facilidade com que temos acesso a informações nos dias de hoje, quase todo mundo sabe o básico sobre o que é saudável em uma dieta alimentar. Você deve fugir de açúcar refinado, sal em excesso, álcool, embutidos e produtos industrializados, sobretudo os que forem ricos em gorduras trans, como biscoitos e frituras.

Por outro lado, você deve investir em frutas, legumes, verduras, folhas, sementes e proteínas magras, como peixes, peito de frango e até cortes magros de carne vermelha. Você pode ir fazendo mudanças graduais, eliminando alguns itens sem sofrimento. Com o passar do tempo, seu paladar se adaptará e você não sentirá tanta falta das guloseimas.

Mantenha contato com quem você gosta

Outro dos problemas que muitos de nós experimentamos com o passar dos anos é o fardo de nos distanciarmos de pessoas que amamos. Sejam parentes, colegas queridos de trabalho ou antigos amigos de faculdade, o fato é que a vida toma seus caminhos e nem sempre conseguimos manter o contato que gostaríamos com quem gostamos.

Por outro lado, o avanço da tecnologia abre novos paradigmas nesse contexto. Com os smartphones e os aplicativos de comunicação, podemos ter conversas digitais agradabilíssimas, mesmo com quem está do outro lado do mundo. As mensagens chegam em frações de segundos e, assim, fica ainda mais fácil marcar um reencontro.

Pratique esportes e atividades físicas

Muitas pessoas só pensam em praticar atividades físicas quando querem emagrecer. Embora esse seja um dos grandes benefícios de quem se exercita com frequência, o fato é que as implicações vão muito além e são inúmeras as práticas disponíveis que podem cuidar do seu corpo e de sua mente ao mesmo tempo.

Quando você está em movimento, seu cérebro libera uma substância chamada endorfina, que proporciona uma grande sensação de bem-estar. Você também ganha um melhor desempenho no sistema cardiovascular e mais consciência corporal. A modalidade não importa tanto e você pode escolher entre caminhadas, ioga, bicicleta, natação e muito mais.

Procure novos objetivos profissionais

Muitas pessoas acabam se acomodando quando atingem um patamar mais alto em suas ocupações e, ao atingirem uma remuneração que seja compatível com o seu estilo de vida, não se sentem mais motivadas e desafiadas. No entanto, se você se identifica com essa situação, é hora de procurar por novos objetivos profissionais.

Não tenha medo, independentemente da sua área, e não hesite em arriscar, até mesmo se você descobrir que deseja mudar totalmente de segmento. Volte a estudar, se planeje e organize uma mudança. Ter mais prazer ao trabalhar e ao aprender todos os dias é algo que impactará muito positivamente a sua qualidade de vida.

Invista em uma rotina mais equilibrada

Equilibrar a rotina é um desafio e você já tem um bom começo quando ajusta o seu sono e pratica atividades físicas constantemente. No entanto, existe muito mais a ser feito e, para ter um dia a dia equilibrado, você deve tomar outras atitudes importantes. Como em tudo que falamos, não precisa ter uma mudança radical e você pode ir fazendo aos poucos.

Hábitos como ler, dar uma caminhada, pensar positivamente, ouvir músicas, ser flexível com as pessoas que ama e aprender algo novo diariamente, por exemplo, são outras tarefas que fazem parte de uma vida saudável e equilibrada. Aliar compromissos com o lazer tornará sua existência mais produtiva e prazerosa.

Filtre todas as informações que receber

Da mesma forma que a tecnologia facilita o nosso contato com as pessoas que gostamos, ela também acelera o fluxo de informações e faz com que sejamos bombardeados por uma série de notícias, muitas das quais sequer gostaríamos de saber. Não saber filtrar isso, portanto, acaba sendo um poderoso atalho para sentimentos de ansiedade e nervosismo.

Por esse motivo, avalie com muito cuidado todos os conteúdos que consome, principalmente em grupos do WhatsApp e afins. Atualmente, até os veículos de mídia merecem parcimônia, e você deve escolher o quanto deseja consumir. Se for o caso, acesse apenas uma página ou assista a apenas um telejornal por dia para se manter atualizado.

Aposte no poder da suplementação

Por mais que a sua alimentação seja saudável e equilibrada, existem muitas substâncias que podem não estar sendo ingeridas em quantidades adequadas e que, eventualmente, acabam fazendo falta para o seu organismo. Em tempos tão corridos, nem sempre dá para contemplar as necessidades diárias de carboidratos, proteínas, gorduras boas, vitaminas e minerais.

Logicamente, o ideal é se consultar com um profissional e pedir orientações, pois os suplementos podem ser um poderoso coadjuvante para uma existência mais plena e feliz. Mesmo para quem anda cansado ou desanimado, existem opções interessantes, como cápsulas de cafeína e outros princípios ativos do gênero.

O que fazer para desenvolver novos hábitos?

Tendo em vista que você já conheceu as principais práticas que podem cuidar do corpo e da mente ao mesmo tempo, chegou a hora de partir para a ação. No entanto, é bastante comum que a gente tenha certa dificuldade nesse momento, sobretudo na hora de começar. Continue lendo e descubra o que fazer para desenvolver novos hábitos.

Coloque tudo no papel

Uma boa dica para quem está pensando em desenvolver novos hábitos é a de colocar tudo no papel. Nós tendemos a internalizar melhor aquilo que conseguimos visualizar, e essa também é uma maneira inteligente de fazer com que a gente se lembre daquilo que desejamos fazer e nos tornar. Além disso, é algo bem simples de ser feito, não é mesmo?

A anotação passará a ser um passo fundamental para você que deseja se tornar um verdadeiro mestre em como mudar os seus costumes. Você pode ir para o método tradicional e apostar em um bloquinho ou usar seu notebook ou smartphone.

Seja sua própria motivação

Por vezes, o desânimo e o cansaço podem surgir na vida de qualquer pessoa, dificultando a adoção de novos hábitos. No entanto, você deve ter em mente que qualquer ação de mudança que for feita sem a devida motivação terá muito mais chances de dar errado. Por isso, você deve ser a sua própria razão e seu próprio estímulo.

Os hábitos prejudiciais devem se tornar coisa do passado e você precisa ponderar que isso terá impactos positivos do ponto de vista físico, mental e profissional. A procrastinação pode ter efeitos bastante ruins, uma vez que, eventualmente, o passar do tempo pode tornar tudo mais difícil. Sendo assim, não enrole mais e aja!

Quebre seus paradigmas

Podemos definir um paradigma como uma visão ou entendimento particular que uma pessoa tem de um fato e até mesmo do mundo. Ou seja, é uma estrutura mental fixada em nossas mentes e composta por escolhas, métodos, experiências e teorias que usamos para a formação de nossa realidade, bem como seus acontecimentos e implicações.

Por isso mesmo, você deve quebrar seus paradigmas se quiser adotar novos hábitos, mesmo que eles estejam no seu subconsciente. Caso você tenha ou faça um discurso limitador, mude imediatamente e acredite que você conseguirá chegar ao próximo patamar. Identifique o que está atrapalhando e desperte para a sua nova mudança.

Aprenda a desapegar de tudo

Você já deve ter ouvido falar sobre conceitos que estão muito em voga na sociedade atual, como o de sustentabilidade. Com isso, as pessoas estão apostando no minimalismo e utilizando o mínimo de recursos possíveis para as suas rotinas diárias, comprando menos roupas, apostando mais em artigos naturais, cuidando do meio ambiente e assim por diante.

O mesmo princípio pode ser empregado para todas as áreas da vida e você precisa aprender a desapegar de tudo. Sentimentos ruins do passado devem ficar por lá e experiências pouco agradáveis só devem ser encaradas como um aprendizado. O desapego também é um processo, em que você melhora seus pensamentos e impacta suas emoções.

Verifique as opções disponíveis

Por mais que você possa, eventualmente, se sentir muito preso a antigos hábitos e a um modo específico de levar a sua vida, você deve ter em mente que existem, sem sombra de dúvidas, muitas opções. Para trocar os seus costumes e ações normais do cotidiano, você precisa observar e listar quais são as alternativas de ação para as situações nas quais você se encontra.

Tente ter um olhar de fora e mapear as percepções de tudo o que lhe envolve, listando o que é bom e o que é ruim. As mudanças dependem de uma decisão consciente e embora escolher o que é novo possa provocar alguns receios, permita-se! Ninguém pode fazer isso por você e, com o passar do tempo, você começará a notar os impactos positivos.

Tenha disciplina e consistência

Quase todo mundo que faz sucesso em suas respectivas áreas não hesita em afirmar que tudo é fruto de muita disciplina e consistência. Afinal, grandes conquistas dependem de esforço e não costumam ser realizadas da noite para o dia. Para a sua mudança de hábitos, você deve seguir o mesmo padrão, tendo paciência e constância.

Sua força de vontade e energia serão preponderantes, sendo o impulso inicial para iniciar a nova trajetória com consciência da sua realização. Pouco adianta iniciar com muito ânimo e, em uma ou duas semanas, simplesmente relaxar. Lembre-se: o que realmente conta são os pequenos avanços realizados dia após dia.

Agora você já sabe tudo o que precisa sobre saúde e qualidade de vida, assim como o fato de suas ações cotidianas influenciarem no seu bem-estar. A mudança de hábitos é muito importante e você não deve hesitar. Mantenha os cuidados com o corpo e com a mente, pois o resultado será incrível e o maior beneficiado será você!

Gostou de aprender mais sobre saúde e qualidade de vida? Entendeu por que uma vida saudável influencia no bem-estar? Quer receber outros conteúdos como este? Então, não deixe de assinar a nossa newsletter agora mesmo!

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.