suplementos para mulheres suplementos para mulheres

Suplementos para mulher: como usar? Aprenda tudo sobre o assunto

17 minutos para ler

Mesmo com a rotina de trabalho intensa e a pouca disponibilidade de tempo, o público feminino vem ganhando cada vez mais espaço no mercado de produtos voltados para uma melhor qualidade de vida e para a promoção da saúde como um todo.

Nos dias de hoje, existem muitas opções interessantes de suplementação que ajudam a conseguir os níveis recomendados de nutrientes benéficos, que, eventualmente, não conseguem ser atingidos adequadamente apenas por meio da dieta alimentar. Pensando nisso, preparamos este artigo completo para falar de suplementos para mulher e como usá-los. Quer saber mais sobre o assunto? Então, boa leitura!

O que são suplementos alimentares?

Podemos definir os suplementos alimentares como preparações produzidas para complementar a dieta alimentar, de acordo com as necessidades específicas e demandas de uma pessoa, fornecendo uma série de nutrientes, isolados ou em conjunto, como vitaminas, minerais, fibras, ácidos graxos ou proteínas.

Isso pode ser feito com o intuito de repor alguns itens que não estejam sendo contemplados suficientemente na alimentação do indivíduo ou mesmo com objetivos específicos, como ganhar massa muscular, melhorar a performance em um esporte, emagrecer, dispor de mais energia no dia a dia ou apenas conseguir uma melhor saúde global.

Vale lembrar que, de acordo com a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que é um órgão regulador importante e essencial para o controle de produtos no mercado brasileiro, os suplementos alimentares não podem ser considerados medicamentos e, por isso, não são expostos às mesmas regulações e exigências que um remédio teria.

O que são os micronutrientes e macronutrientes?

Para falar sobre suplementos alimentares, também precisamos esclarecer o conceito de micronutrientes e macronutrientes. Ambos estão relacionados com as necessidades do organismo humano e da nossa qualidade de vida. Via de regra, os micronutrientes e macronutrientes vêm de uma alimentação equilibrada e, se for o caso, do uso de suplementação.

O grupo dos macronutrientes é formado pelos carboidratos, que são abundantes na natureza e estão presentes em frutas, legumes, verduras, grãos e em alimentos prontos, como pães, macarrão e assim por diante. O açúcar também é um carboidrato e o seu excesso tende a ser nocivo, como vemos em uma infinidade de doces, bolos, tortas, entre outros.

Já as proteínas são relacionadas com fontes animais, embora vegetais também possam conter esse nutriente, usualmente em menores quantidades. Elas estão presentes na carne vermelha, frango, peixes, frutos do mar, carne de porco e derivados de leite, como queijos e iogurtes.

Por fim, temos as gorduras, também chamadas de lipídios ou ácidos graxos. Elas eram tidas como vilãs de um plano nutricional saudável, mas esse cenário mudou e, nos dias atuais, sabemos que algumas delas são muito positivas. São encontradas em diversas fontes, como junto à proteína animal, nas sementes oleaginosas e no azeite de oliva.

Já o grupo dos micronutrientes é aquele que é composto pelas vitaminas e minerais. Embora, em peso bruto, eles precisem ser ingeridos em quantidades muito inferiores aos macros, a sua relevância para o corpo humano é imensa, pois são imprescindíveis para uma série de reações fisiológicas.

Tanto as vitaminas quanto os minerais são encontrados em diversos alimentos, sendo alguns mais ricos nessas substâncias do que outros. Entre as principais fontes, podemos destacar frutas tropicais, carne animal e ovos. Quando existe alguma deficiência nutricional, seja de micronutrientes, seja de macronutrientes, a suplementação alimentar pode ser a melhor opção.

Quando começar a usar suplementos alimentares para mulher?

O início da utilização dos suplementos alimentares é um tema que pode dividir opiniões entre especialistas. No entanto, uma coisa é unânime: quando bem utilizados, podem ser um reforço essencial na busca por uma melhor qualidade de vida, boa saúde global, prevenção de problemas ou ganho de desempenho esportivo.

É sempre recomendável buscar orientação profissional, sobretudo para pessoas com histórico de doenças crônicas importantes, como diabetes mellitus e cálculo renal. No entanto, como dissemos acima, esses produtos não se enquadram na categoria de medicamentos e, por isso, têm sua venda livre, sem as exigências das medicações.

Outro ponto que reforça os benefícios de contar com ajuda especializada antes de suplementar é que cada caso é único. Isso quer dizer que as pessoas têm suas próprias particularidades, necessidades, demandas e expectativas, o que faz com que uma opção certeira para você não seja, necessariamente, tão boa para outra pessoa.

Para uma decisão mais embasada, é preciso levar em conta o plano alimentar, a rotina de exercícios e o histórico patológico, assim como a qualidade do sono e outros aspectos. Portanto, não há uma idade ou momento certo para começar a aproveitar as vantagens de ingerir suplementos alimentares.

Quais os benefícios dos suplementos alimentares para mulheres?

Agora que você já sabe o que são suplementos alimentares, aprendeu as diferenças entre micronutrientes e macronutrientes e descobriu quando é o momento de começar a utilizar esses produtos, vamos mostrar de quais maneiras eles podem contribuir para sua saúde e qualidade de vida.

Contribui para o emagrecimento

Um dos mais desejados benefícios dos suplementos alimentares é que eles podem contribuir para o emagrecimento. Isso ocorre porque o produto pode ser composto por alguns nutrientes específicos, como a cafeína, que tem a capacidade de acelerar o metabolismo do corpo humano, aumentando a queima de calorias e de gordura.

Os suplementos com cafeína, como o de guaraná em pó, também diminuem o apetite e ajudam a reduzir a percepção de esforço, fazendo com que o seu treino possa render ainda mais. No entanto, mesmo com ampla margem de segurança, é recomendável usar a substância com moderação, para evitar efeitos colaterais como sudorese ou insônia.

Aumenta o ganho de massa

Assim como a perda de peso, o aumento de massa magra é um dos objetivos mais buscados em academias de ginástica em todo o mundo. Esse é outro dos possíveis benefícios do uso de suplementos, que podem acelerar e aumentar os resultados, desde que estejam alinhados com um bom treino e um plano alimentar equilibrado.

São muitos produtos que podem agir nesse sentido, mas, sem sombra de dúvidas, o mais popular é o Whey Protein. Ele ajuda a manter os níveis de proteína dentro da faixa recomendável para ganhar músculos e regenerá-los após o treinamento. Existem muitos sabores deliciosos e diversas versões, como a hidrolisada e a isolada.

Contribui para a regulação hormonal

Poucas pessoas sabem, mas os suplementos alimentares também podem ter um papel positivo na regulação e na secreção de diversos hormônios produzidos pelo corpo humano. Essa ação pode ser ainda mais notável naqueles que têm influência no ganho de massa magra, na perda de peso e nos caracteres sexuais, entre outros.

O zinco, o magnésio e a vitamina B6, por exemplo, parecem ter ação positiva na produção e síntese da testosterona, que dá mais disposição, reduz o cansaço e ajuda no processo de hipertrofia muscular. Por isso, nos dias de hoje, esses são produtos de grande procura por parte de pessoas que realizam atividades físicas, sobretudo musculação.

Fortalece o sistema imunológico

Os suplementos alimentares também podem ajudar o sistema imunológico humano e esse é um tema que está ficando bem em alta nos últimos tempos. A capacidade que o nosso organismo tem de se defender de agentes nocivos, como vírus, fungos e bactérias, tem relação com a ingestão de algumas vitaminas e minerais.

A vitamina D, também chamada de hormônio D por alguns autores, ajuda na fabricação e na regulação de células de defesa, como macrófagos e linfócitos. Já a vitamina C é outro nutriente fundamental, visto que aumenta a resistência contra infecções virais, protege a barreira epitelial, atua na fagocitose e eleva a produção de anticorpos.

Dá suporte para atividades físicas

Não dá para negar que os suplementos alimentares são mais procurados por pessoas que realizam atividades físicas. No entanto, embora elas também possam se beneficiar bastante destes produtos, na verdade, todas as pessoas deveriam se preocupar em obter níveis ótimos de substâncias importantes, como os macro e micronutrientes.

Quem pratica exercícios em alta intensidade demandará mais vitaminas, sobretudo as do complexo B, como B1, B2 e B6, envolvidas nos processos de geração de energia. Vale lembrar também, mais uma vez, do Whey Protein, que fornece proteína para a síntese, recuperação e o aumento da massa muscular.

Ajuda em determinadas doenças

Os suplementos alimentares também são poderosos aliados na promoção de uma boa saúde global e podem ajudar quando o nosso organismo apresenta algum problema. Determinadas doenças podem provocar restrições nos processos de absorção de nutrientes como vitaminas e minerais, sobretudo as patologias que estão relacionadas a disfunções intestinais.

Isso ocorre, por exemplo, na diverticulite, na inflamação causada pela doença de Crohn, na doença celíaca (intolerância ao glúten), entre outras. Nessas situações, o médico ou nutricionista pode recomendar suplementação vitamínica, até mesmo para fortalecer as defesas do organismo dessas pessoas que já estão com problemas.

Combate o processo de envelhecimento

O processo de envelhecimento é inevitável na vida de qualquer pessoa, mas ele pode ocorrer de formas e velocidades completamente distintas, dependendo dos hábitos alimentares e, logicamente, do uso de suplementos. A ciência segue avançando a passos largos nesse sentido, encontrando evidências de muitas substâncias que têm influência positiva.

Em geral, os produtos voltados para quem deseja envelhecer com mais saúde e melhor estética incluem os antioxidantes, que são substâncias capazes de minimizar as ações oxidativas dos radicais livres sobre nossas células e tecidos. Entre as principais, podemos destacar o papel das vitaminas A, C e E, além do mineral selênio.

Traz benefícios em condições específicas

Existem condições específicas que pedem o uso de suplementos alimentares, desde que, mais uma vez, eles sejam recomendados e prescritos por profissionais de saúde especializados. Isso ocorre, por exemplo, na realização de alguns tipos de cirurgia bariátrica, que reduzem a capacidade de absorção do organismo e demandam o uso de multivitamínicos.

Uma situação similar ocorre nas dietas restritivas, sejam elas por razões terapêuticas ou com intuitos estéticos, uma vez que isso pode limitar o acesso a alguns nutrientes essenciais. Dessa forma, também é uma opção partir para a suplementação, com a intenção de atender às demandas nutricionais da pessoa, ofertando o que está ausente na alimentação.

Protege durante o período de gestação

As gestantes também podem fazer uso de suplementos alimentares, e o mercado atual possui uma série de produtos voltados para as mulheres que estão esperando seus filhos. A suplementação nessa fase tem vários intuitos, como o de manter a saúde da futura mamãe até o parto e também de garantir um pleno desenvolvimento para o bebê.

O ácido fólico, por exemplo, é recomendado até mesmo antes da gestação, pois ajuda a prevenir defeitos do tubo neural do feto, como a espinha bífida. A vitamina D também é bastante utilizada para ajudar no desenvolvimento dos ossos e dentes do nenê. O ômega 3 também é popular, por sua contribuição para um coração saudável.

Quais os suplementos alimentares mais recomendados para mulheres?

Você já aprendeu o que são suplementos alimentares, descobriu as diferenças entre micronutrientes e macronutrientes e sabe quando é o momento de começar a utilizar esses produtos, bem como os seus principais benefícios. Agora, para finalizar o conteúdo, vamos mostrar alguns dos suplementos alimentares mais recomendados para mulheres.

Cafeína

Mulheres com uma rotina muito atribulada ou que chegam muito cansadas do trabalho podem se beneficiar com a cafeína. Muita gente não abre mão do cafezinho no dia a dia para conseguir um pouco mais de energia, mas o fato é que essa substância pode oferecer muito mais vantagens, sendo um estimulante cerebral excepcional para quem precisa melhorar o próprio desempenho.

Isso vale tanto para as atividades físicas quanto para o lado profissional, visto que a cafeína produz uma série de efeitos no corpo, como aumento de concentração e do estado de alerta. Também é um recurso vantajoso para quem deseja perder peso, seja pela aceleração do metabolismo, seja por dar mais disposição para o treino.

Ômega 3

O ômega 3 é, sem dúvidas, um dos suplementos alimentares mais recomendados nos dias de hoje, visto que traz muitos benefícios na sua ingestão. Trata-se de uma gordura saudável, que pode ser obtida a partir de peixes de águas frias e profundas, como o salmão, o atum, a sardinha, a cavalinha e o bacalhau.

A sustância atua positivamente na saúde cardiovascular, na proteção da memória, na redução de taxas do chamado colesterol ruim e até na perda de peso. No entanto, é importante ficar atento ao rótulo, pois é essencial conseguir as doses ideais, que podem variar muito de acordo com o fabricante e a linha do produto.

Colágeno

O colágeno é outro dos suplementos que estão em alta nos últimos anos. Entre as suas principais funções, especialmente para as mulheres, temos o combate ao envelhecimento precoce. Isso ocorre porque ele está presente na nossa pele como um poderoso elemento de sustentação e elasticidade, mas que vai se perdendo com o passar do tempo, sobretudo após os 25 anos de idade.

A sua suplementação, especialmente a feita com colágeno hidrolisado, pode atenuar rugas e linhas de expressão, melhorando a textura e reduzindo regiões com flacidez. Como se não bastasse, também age positivamente na força dos cabelos e unhas e previne problemas articulares, uma vez que faz parte da composição de tendões e de cartilagens.

Linhaça

A linhaça ganhou bastante popularidade nos últimos anos, tendo em vista os muitos benefícios que a sua ingestão traz para o organismo feminino, inclusive ajudando no controle do peso. Assim como os peixes de água fria, essa semente é rica em ácidos graxos ômega 3, só que de origem vegetal, além do ácido alfa-linolênico (ALA).

Essas substâncias têm ações positivas no sistema nervoso, cardiovascular e no organismo como um todo. Além disso, a linhaça é rica em fibras, além de ser a principal fonte disponível de lignana, um fitoquímico muito interessante para a saúde. O seu óleo pode ser extraído por prensagem a frio, sendo facilmente digerido e concentrado em forma de suplementação.

Multivitamínicos

Os famosos multivitamínicos estão entre os suplementos mais populares em todo o mundo há muitos anos e isso não é à toa, uma vez que eles contam com a capacidade de complementar ou mesmo suprir as necessidades diárias dos micronutrientes para uma pessoa, especialmente quando a dieta habitual não consegue atingi-las.

Isso ocorre muito, como dissemos, em pessoas com problemas intestinais ou planos alimentares muito restritivos. No entanto, como algumas vitaminas e minerais não têm suas necessidades diárias facilmente atingidas, mesmo pessoas com um cardápio variado podem se valer desses produtos, de forma a preencher eventuais falhas no consumo.

Glutamina

A glutamina é um famoso aminoácido que se enquadra no grupo dos chamados aminoácidos não essenciais, ou seja, ela é produzida pelo corpo humano naturalmente, a partir de algumas outras substâncias. No entanto, isso não quer dizer que a sua suplementação não seja recomendada e não traga muitos benefícios.

Para os praticantes de treinamentos de peso, por exemplo, a glutamina tem ação anticatabólica, isto é, reduz as chances de perder massa magra. Ela também pode aumentar os estoques de glicogênio, tem efeitos cardioprotetores e, para quem sofre de problemas no intestino, ajuda a manter a integridade e a seletividade da parede intestinal.

Magnésio

O magnésio é um mineral muito importante, que participa de centenas de reações químicas no corpo humano. Por isso, a sua suplementação pode ser muito interessante, especialmente para pessoas com algumas demandas específicas. Para os hipertensos, por exemplo, é um bom coadjuvante no controle da pressão arterial.

Este mineral também participa da síntese de serotonina, um hormônio relacionado com o bem-estar, o que pode ajudar as mulheres no alívio de muitos dos sintomas da TPM. Existem muitos produtos disponíveis no mercado para serem usados como suplementos, como o cloreto de magnésio, o magnésio dimalato, o magnésio quelato, entre outros.

Vitamina D

A vitamina D também não pode deixar de fazer parte de uma suplementação adequada para mulheres, pois é uma substância de extrema importância para várias funções do organismo humano e, como dissemos anteriormente, nem sempre é sintetizada em níveis adequados, tanto por uma dieta desbalanceada quanto por pouca exposição ao sol.

Deficiências mais intensas da vitamina D aumentam os riscos do desenvolvimento de doenças crônicas, como problemas cardiovasculares e enfermidades imunológicas. A sua participação na regulação imune, aliás, é um dos seus principais benefícios, ajudando a tornar nossa defesa mais forte.

Vitamina C

O uso da vitamina C como suplemento alimentar é bastante antigo e as suas vantagens, sobretudo no que se refere ao reforço do sistema imunológico, já são propagadas há séculos. Como o nosso corpo não sintetiza esse nutriente, é preciso que a gente o ingira por meio da alimentação, de preferência com generosas doses na dieta do nosso dia a dia.

Felizmente, como vivemos em um país predominantemente tropical, temos muitas fontes interessantes de vitamina C, como nas frutas cítricas, tais quais laranja, acerola, tangerina e limão. Caso você não seja muito fã desses alimentos, in natura ou em suco, o ideal é encontrar um bom suplemento, de forma que você não fique com a guarda baixa para infecções!

Cálcio

Não é novidade para ninguém que o cálcio é um componente essencial para a formação de ossos e dentes, sendo o mineral mais abundante no organismo humano. No entanto, o que nem todo mundo sabe é que suas funções vão muito além disso e que ele participa de diversos outros processos da fisiologia. Aliás, a sua carência pode ser muito prejudicial.

O cálcio tem participação importante na contração muscular, na coagulação do sangue, na produção de certos hormônios e na transmissão do impulso nervoso. Você pode encontrá-lo de forma abundante em derivados de leite e alguns alimentos, como o feijão, o espinafre, a sardinha e, logicamente, nos bons suplementos alimentares.

Depois de conferir este conteúdo, você já sabe como usar suplementos para mulher. O importante agora é encontrar produtos de ótima qualidade, fabricados por uma empresa com reconhecimento e uma boa reputação no mercado!

Gostou de aprender como usar suplementos para mulher? Quer adquirir essas substâncias em uma loja especializada e com total segurança? Então, clique aqui e conheça as nossas opções!

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.